Terça-feira, 17 de Setembro de 2019
DF TRANSPORTES

NOTÍCIAS

23/10/2014
AUMENTO NOS VALORES DE MULTAS

Os motoristas que costumam abusar  estão com os dias contados, pelo menos no que depender das mudanças no Código Brasileiro de Trânsito, que entram em vigor a partir de novembro. Com as alterações, vão aumentar o risco de prisão e o valor das multas para os infratores.

Essa lei federal, que alterou 11 artigos do Código, faz parte do pacote de mudanças legislativas propostas pela Polícia Rodoviária Federal para diminuir as mortes no trânsito em 50% até 2020.

E, na prática, isso quer dizer que algumas multas ficam até dez vezes mais caras, como as infrações por ultrapassar na faixa contínua em pontes, viadutos ou pela direita, usando o acostamento. Elas vão passar dos atuais R$ 191,00  para R$ 957,00.

Já a chamada ultrapassagem forçada é a que mais vai pesar no bolso do motorista irresponsável. O valor será de R$ 1.915,00.

A legislação também ficará mais rigorosa para os crimes de trânsito. Hoje, quem é flagrado dirigindo embriagado e machucar ou matar alguém cumpre pena em regime aberto ou semi-aberto. Com a nova lei, esse motorista que bebeu pode cumprir pena sem deixar a prisão.

Também vai ser preso quem beber, fizer racha e ferir alguém: pena de três a seis anos. Quem participa de rachas hoje paga R$ 575,00. Já a partir de novembro, a multa passará para R$ 1.915,00.

Segundo o especialista em transporte Érico Almeida, essas mudanças traçam uma nova perspectiva para o trânsito brasileiro, já que o motorista deve começar a respeitar de verdade as regras de trânsito.

“Se as multas vão ficar mais caras e a punição mais rigorosa, certamente haverá uma mudança de pensamento. O brasileiro só leva a sério quando sente uma punição no próprio bolso”. Para ele, infelizmente, as pessoas ainda acreditam que é natural beber e dirigir. Mas, com o endurecimento da penalidade, isso deve reduzir um pouco.

“Isso não vai acontecer pelo motivo certo, que é o medo de matar alguém, mas pelo menos as atitudes arriscadas no trânsito serão evitadas porque o motorista tem receio de ser preso ou de pagar uma multa caríssima”.

Confira as mudanças:

Nas infrações de trânsito


Rachas, competições e exibições não autorizadas

A primeira grande alteração refere-se a corridas e competições não autorizadas pela autoridade de trânsito competente. Essas condutas entram nos artigos 173, 174 e 175 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

Os condutores que forem flagrados praticando alguma das atividades citadas ou, ainda, usando veículo para demonstrar ou exibir manobra perigosa, mediante arrancada brusca, derrapagem ou frenagem com deslizamento ou arrastamento de pneus, estarão sujeitos à penalidade de multa de R$ 1.915,00, suspensão do direito de dirigir e apreensão do automóvel.

Ultrapassagens

A outra grande alteração trata das ultrapassagens, que causam inúmeros acidentes fatais. O legislador igualou as infrações referentes a ultrapassagens indevidas realizadas pela contramão e pelo acostamento. Agora, ambas são gravíssimas e deverá ter o valor multiplicado por cinco, o que quer dizer que a multa será de R$ 957,70.

Já o condutor que forçar passagem entre veículos, mesmo que em local permitido, a infração deverá ser multiplicada por dez, passando a multa a ser R$ 1.915,40.
Em caso de reincidência nos 12 meses seguintes, a multa será aplicada em dobro, chegando ao valor de R$ 3.830,80.

Nos crimes de trânsito

Homicídio Culposo (sem intenção de matar) na direção de veículo automotor
Mudança na pena de detenção, de dois a quatro anos para reclusão, nos casos em que o agente conduz veículo automotor alcoolizado ou drogado. Também vale para quem participa de corrida ou competição automobilística, exibição ou demonstração de manobra não autorizada pela autoridade competente.

Rachas, competições e exibições não autorizadas
O art. 308 do CTB foi o que teve as mais profundas modificações. Segundo a nova redação, a pena de detenção passa de seis meses a dois anos para seis meses a três anos, além de multa e suspensão ou proibição de se obter a permissão ou a habilitação para dirigir veículo automotor.
Caso o agente aja com culpa e o crime resulte em lesão corporal grave, a pena é de reclusão, de três a seis anos. Caso resulte em morte, a pena é de reclusão de cinco a dez anos.

Outras alterações
Por fim, está acrescentado exame toxicológico para verificação da influência de substância psicoativa e as penas de suspensão e proibição de se obter a permissão para dirigir não podem mais ser aplicadas como penalidade principal, só com outras penalidades

Outras notícias
31/08/2018 - Ministro Fux afirma que decidirá o piso mínimo do frete em plenário
12/07/2018 - Piso Minimo do Frete
14/06/2018 - Valor da Hora Parada é Reajustado
14/06/2018 - NOTA ANTT
14/06/2018 - Portaria 760/18 regulamenta fiscalização do Procon em postos de combustível
04/06/2018 - TABELA de FRETES MINIMOS
12/01/2018 - Novas regras para a amarração de cargas já estão em vigor
12/01/2018 - TAGS adiados por tempo indeterminado
12/01/2018 - Pesquisa CNT de Rodovias
21/12/2017 - CNT e CNTA selam acordo
22/11/2017 - DNIT publica nova resolução para Autorização Especial de Trânsito
22/11/2017 - Movimentação de cargas apresenta crescimento em 2017
22/11/2017 - O que tara, lotação, PBT/PBTC e CMT
20/11/2017 - RNTRC
20/11/2017 - TAG Dispositivo de Identificação Eletrônica
28/06/2017 - Cai número de transportadoras e de caminhoneiros autônomos no país
27/06/2017 - Evento discute participação da sociedade na ANTT
27/06/2017 - Deputados definem frete mínimo para o transporte rodoviário
02/06/2017 - PRAZO PARA RECADASTRAMENTO
06/10/2016 - Cuidados para evitar o roubo de cargas
06/10/2016 - Projeto obriga união a pagar exame toxicologico de motoristas
11/05/2016 - Nova lei modifica Código de Trânsito e aumenta valores de multas
11/05/2016 - Juízes divergem sobre listas de restrição ao caminhoneiro
11/05/2016 - CONTRAN PUBLICA RESOLUÇÃO Nº 583 SOBRE EXAME TOXICOLÓGICO
10/03/2016 - ANTT Divulga cronograma de recadastramento no RNTRC
10/03/2016 - ANTT publica orientações para o recadastramento
10/03/2016 - ANTT divulga cronograma para colocação de dispositivo de identificação eletronica em caminhões
08/03/2016 - BNDS libera refinanciamento para Medias e Grandes Transportadoras
08/03/2016 - A CNTA
03/03/2016 - NOTA CNTA SOBRE O EXAME TOXICOLÓGICO
05/01/2016 - Produtos Perigosos
30/11/2015 - TST proíbe cadastro com restrição a motoristas
26/10/2015 - RECADASTRO RNTRC ANTT
01/10/2015 - CURSO CARGA INDIVISÍVEL
29/09/2015 - ANTT PUBLICA PLANILHA DE CUSTO DO FRETE
14/07/2015 - Chip nos caminhões a partir de Setembro 2015
14/06/2015 - Com aplicativos, caminhoneiros autônomos dependem menos de intermediários e elevam renda
05/06/2015 - Conselho decide adiar para 2016 exame antidroga em caminhoneiros
07/04/2015 - Novas Leis Motoristas
29/01/2015 - Aumento de Impostos elevará preço da gasolina e do diesel
28/01/2015 - Finame só vai financiar 50% do valor do caminhão
27/01/2015 - DF Transportes - Torneio Verão Indaial 2015
23/10/2014 - AUMENTO NOS VALORES DE MULTAS
09/10/2014 - PRORROGACAO DO RNTRC
24/07/2014 - DIA DO MOTORISTA
27/06/2014 - Tolerância Nos Eixos dos Caminhões
21/04/2014 - TIPOS DE VEICULOS
21/04/2014 - LEGISLAÇÃO TACÓGRAFO
21/04/2014 - LEGISLAÇÃO TACÓGRAFO
19/11/2013 - Estradas Mal Conservadas Elevam Custo de Logística
08/10/2013 - Transporte de Produtos Perigosos - MOPP
02/09/2013 - Tabela de Valores de Multas ANTT
26/08/2013 - Resumo da Lei 12.619/12 Lei do Descanso.
09/07/2013 - ANTT planeja estender exigência de emissão de CIOT às transportadoras de carga
09/07/2013 - CIOT - Código Identificador da Operação De Transporte
20/06/2013 - Empresas querem mudar lei que impõe descanso a caminhoneiros
20/06/2013 - Falta de recadastramento no RNTRC será tratado como "RNTRC vencido"
12/06/2013 - LEI 12.619 (LEI DO DESCANSO)
00/00/0000 -

2013 | DF TRASNPORTES - Todos os direitos reservados

Daweb Desenvolvimento de Sites